Operação contra o crime organizado é realizada no Vale do Ribeira

‘Operação Divisas Integradas ll’ une equipes das polícias dos estados de São Paulo e Paraná e busca combater organizações criminosas que atuam principalmente com o tráfico de drogas e de armas ao longo dos limites desses estados

Por Redação 15/09/2020 - 16:18 hs
Foto: Divulgação/Jornal Primeira Página
Operação contra o crime organizado é realizada no Vale do Ribeira
Operação acontece ao longo dos limites dos estados de São Paulo e Paraná

 

As forças de segurança de São Paulo e do Paraná deflagram, simultaneamente, nesta terça-feira (15), a “Operação Divisas Integradas II”. A ação visa combater à criminalidade, em especial as organizações criminosas, e aconteceu nos municípios às margens da Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), no Vale do Ribeira.

A operação une equipes da Polícia Civil e Militar e com o apoio do Corpo de Bombeiros, do Exército do Brasil, da Polícia Federal e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A ação conta com mais de 7,8 mil policiais, 2 mil viaturas e 21 aeronaves, além de drones, cães e embarcações, para a realização de patrulhamento e execução de mandados de prisão e de busca e apreensão na divisa entre os estados de São Paulo e Paraná.

A Polícia Federal disponibiliza ainda pessoal e equipamentos do Grupo de Bombas e Explosivos para a fiscalização de armamentos, explosivos e materiais controlados, como nitrato de amônia. Além disso, está previsto o fomento à resolução de crimes notificados por meio do Disque Denúncia 181.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Serão cumpridos mandados de prisão contra procurados e de busca e apreensão em imóveis usados por quadrilhas. Além disso, serão realizadas abordagens a veículos suspeitos. Em Registro, a Polícia Militar instalou uma base móvel para coordenar as atividades de fiscalização. 

Além da Régis Bittenocurt, trabalhos são realizados a partir do eixo das rodovias Raposo Tavares (SP-270), e Transbrasiliana (SP-153), podendo avançar para outras regiões estratégicas.  A ação integrada também visa intensificar a fiscalização à passagem do tráfico de drogas, armas e contrabando pela região.

 














-->